Desinvestimento publicitário na origem de 50% das vendas perdidas

O consumo de conteúdos aumentou na generalidade, sendo particularmente notório o crescimento de meios como a televisão e as plataformas digitais durante a quarentena. No entanto, algumas marcas parecem não ter aproveitado a atenção acrescida dos consumidores: na vizinha Espanha, verificou-se uma quebra de 72% no número de inserções publicitárias, de acordo com dados divulgados pela Kantar Worldpanel.

“Embora este pareça ser o momento ideal para aparecer na televisão (com mais pessoas durante mais tempo em frente ao ecrã, como consequencia da crise actual, as marcas reduziram os seus orçamentos, especialmente o valor destinado à publicidade”, indica. Prova disso, acrescenta, é a redução de 35% no número de anunciantes activos nas últimas semanas.

Quanto a potenciais efeitos deste desinvestimento, a Kantar Worldpanel indica que um estudo realizado junto de 10 marcas de grande consumo mostra que existe uma clara tendência de quebra nas vendas. Após analisar o comportamento destas marcas ao longo de quatro anos de cortes em publicidade, a empresa de estudos de mercado concluiu que se verifica um recuo de 8% em termos de crescimento, o que contrasta com o aumento de 3,1% do mercado entre 2016 e 2019. Estas marcas registaram também uma perda média de consumidores na ordem dos 15%.

Ainda que sublinhe que a publicidade não é o único factor que influencia as vendas de uma marca, a Kantar Worldpanel nota que metade das vendas perdidas se deve, de facto, ao desinvestimento publicitário.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...