Criar um negócio online? É agora

Por Marco Gouveia, consultor e formador de Marketing Digital, head of Digital Marketing no Pestana Hotel Group e Google Regional trainer

“If your business is not on the Internet, then your business will be out of business”, já dizia Bill Gates, fundador da Microsoft. Hoje, somos obrigados a concordar com ele, numa era sem precedentes em que a dependência humana do digital se sente de forma directa nas vidas de todos. Assistimos a um crescimento de 62% do tempo despendido online por parte dos portugueses, desde o início do isolamento social causado pela actual pandemia, segundo um estudo da GroupM. O mesmo estudo, como precisa o Expresso (2020), atesta um surpreendente aumento de 513% no total de pesquisas direccionadas às compras online, sendo o entretenimento e cultura, o comércio alimentar e de artigos de decoração e electrónica os grandes destaques temáticos, nesse âmbito. A verdade é que esta febre pelo comércio online, no imediato, vem acompanhada de uma série de desafios, designadamente, o Banco de Portugal (BdP) prevê um aumento do desemprego em Portugal para os 10,1%, em 2020, com centenas de milhares de pessoas a ter de repensar as suas profissões. Porém, e como é já conhecido pela profunda crise que tivemos de ultrapassar recentemente, períodos de crise trazem, também, novas oportunidades, sendo a criação de negócios online a solução ideal em grande parte dos casos mais desafiantes. Se transitar para o online for, de facto, a sua decisão, considere alguns aspectos fundamentais.

Primeiramente – e sem querer entrar em grandes filosofias -, conheça-se. Quais são as suas características mais valiosas? É alguém extrovertido e comunicativo, ou a sua capacidade analítica e de raciocínio lógico são o seu forte? Importa sabê-lo, desenhando o seu negócio online à imagem do que identificar em si de mais único e relevante. De facto, o insucesso de novos negócios aloja-se, frequentemente, numa total desadequação da área ou cultura do negócio à identidade de quem os concebe. Lembre-se de que é um enorme desafio erguer um negócio de raiz, pelo que a melhor forma de se certificar de que não desistirá ao primeiro (ou segundo, ou décimo…) obstáculo que surja é identificar- se a 100% com o projecto. Tido isso em conta, a sua proposta de valor visa a solução de um problema ou a criação de uma oportunidade de melhoria da satisfação de um determinado público-alvo? Pensar um negócio significa reflectir sobre como servir o outro, pelo que determinar de que forma deverá servir o seu público-alvo é a melhor forma de caminhar rumo ao sucesso. Note que imensos novos negócios surgiram durante este período de confinamento, e muitos se reinventaram, precisamente no sentido de dar resposta a novas necessidades que o vírus trouxe (são exemplo disso o Avenidas, a realizar as compras de supermercado e farmácia e respectivas entregas pelos consumidores, e a própria Uber, que passou a distribuir encomendas dos CTT). Estar consciente da melhor maneira de servir os outros e quem eles são, à luz da sua própria identidade, qualidades e objectivos, é algo essencial.

Definida a meta, é necessário entender como realizar a maratona. O equipamento faz toda a diferença, no seu trajecto, pelo que deverá procurar compreender quais as competências necessárias para alcançar os seus objectivos, de quais dispõe, já, e em que outras necessitará de investir (leia-se, tempo, dinheiro ou ambos). Uma boa maneira de adquirir novas competências, agora e no futuro, é através de plataformas de cursos online, ímpares na sua acessibilidade e outras vantagens. Para além disso, estabeleça contactos com quem já alcançou feitos significativos na área onde pretende actuar (o LinkedIn é excelente para fazer networking, pelo que aposte com convicção nesta plataforma e não tenha pudor de pedir conselhos ou marcar um (video)café com quem sentir ter algo a aprender. Se chegaram longe, terão muito para lhe ensinar… Rodeie-se das pessoas certas, que potenciarão o melhor que há em si: os melhores negócios fazem-se com as melhores pessoas.

Finda a pesquisa pelos especialistas, o delinear de um plano de negócio em consonância com o seu ser e com um público-alvo concreto e rentável, a selecção da equipa (mesmo que informal) e a aquisição das competências necessárias, importa chegar aos seus potenciais clientes. Neste âmbito, o marketing digital é cada vez mais essencial, já que incide na elaboração das melhores formas de alcance de quem terá beneficiará da sua oferta (caso tenha interesse, há vários cursos online que o poderão ajudar nesse campo). Dominar as plataformas que lhe permitem chegar e ligar-se às pessoas – desde o website às plataformas de redes sociais e e-mail – é crucial para o seu negócio! Certifique-se de todos estes aspectos, lime arestas e siga em frente. Se estava à espera do momento certo para lançar um negócio online, esse momento é agora: o online está aqui para ajudar quem souber aproveitá-lo verdadeiramente.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...