COVID-19: portugueses confiam mais nos enfermeiros do que na polícia

Os enfermeiros aparecem em primeiro lugar na lista de profissionais em que os portugueses mais confiam actualmente, no contexto de pandemia do novo coronavírus. Um estudo elaborado pela MultiDados aponta para uma pontuação de 9,58, numa escala de 0 a 10. Logo depois aparecem os médicos com 9,48 pontos.

Os camionistas e trabalhadores de lojas de bens essenciais são os terceiros na lista com 9,12 pontos, à frente do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que se fica pelos 8,27 pontos. Só depois aparecem as forças de segurança com 8,22 pontos.

A MultiDados também dá conta de um índice de confiança elevado no Presidente da República (7,69 pontos), primeiro-ministro (7,63 pontos), ministra da Saúde (7,61 pontos) e Direcção-Geral de Saúde (7,61 pontos).

Quanto aos principais receios, a falência da economia nacional leva a taça, tendo sido a preocupação apontada por 62% dos inquiridos. Seguem-se mortalidade elevada (58%), falência do SNS (46%) e desemprego (46%).

O mesmo estudo, elaborado em parceria com a Guess What, mostra que 49% dos portugueses gostaria de ver serem implementadas medidas de ajuda económica às famílias, 40,9% deseja o recolher obrigatório e 36,7% pede a suspensão do pagamento de contratos de água, luz, gás e comunicações. Também 36,7% sugere a intensificação da fiscalização das autoridades.

No geral, 58,2% acredita que o vírus afectará a economia portuguesa de forma forte e duradoura. Por outro lado, 62% considera que o COVID-19 deixará a população mais consciente.

O estudo tem por base as respostas de mil portugueses registados na plataforma online da MultiDados, entre os dias 20 e 23 de Março, Foram utilizados os métodos CATI (telefónico) e CAWI (online).

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...