Corte no subsídio terá impacto nas compras de Natal

NatalSegundo um estudo do Observador Cetelem, o imposto extraordinário sobre o subsídio de Natal irá influenciar significativamente o consumo das famílias nesta altura do ano. 70% dos inquiridos afirma que os cortes no subsídio irão influenciar as suas compras. Na região Centro, a percentagem de indivíduos que afirma que o imposto extraordinário terá influência nas compras de Natal atinge os 80%. No Sul chega aos 75% e no Norte aos 72%. A região de Lisboa surge no estudo como a menos afectada – apenas 53% considera que este imposto extraordinário irá ter impacto nas suas compras de Natal.

Ainda de acordo com o mesmo documento, 31% dos consumidores portugueses entre os 18 e os 24 anos não recebe subsídio de Natal, sendo os que menos sentirão o impacto dos cortes – apenas 53% dos inquiridos nesta faixa etária refere que poderá diminuir o seu consumo nesta época festiva. Já as faixas etárias entre os 25 e 34 e entre os 35 e os 44 anos são as que mais mencionam o impacto destas medidas nas compras de Natal (79% e 76%, respectivamente).

Para além do impacto no consumo, o estudo do Observador Cetelem revela ainda que o corte no subsídio de Natal terá impacto nas poupanças (37%) e nos gastos a médio-longo prazo (29%). Apenas para 11% dos inquiridos os cortes não irão ter qualquer tipo de influência.

Esta análise foi realizada em colaboração com a Nielsen e aplicada, através de um inquérito quantitativo, a 500 indivíduos de Portugal Continental, de ambos os sexos, dos 18 aos 65 anos, entre o período de 3 e 4 de Outubro de 2011. O erro máximo é de +4,4 para um intervalo de confiança de 95%.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...