Coronavírus: as baixas na área dos eventos em Portugal

Com o número de portugueses infectados com o novo coronavírus a subir, a Direcção-Geral de Saúde recomenda que sejam tidos cuidados especiais na organização e participação de eventos públicos ou que juntem muitas pessoas. Não diz que é necessário cancelar concertos ou conferências, mas sugere que se sigam alguns conselhos, nomeadamente: elaboração de planos de contingência, verificação das condições estruturais e reforço dos hábitos de higiene.

Na sequência destas recomendações, aumenta também o número de eventos adiados. É o caso do Festival à Roda da Alimentação do Continente ou do Jameson Arraial St. Patricks, que citam precisamente a Direcção-Geral de Saúde para justificar o adiamento.

Entretanto, também a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) anunciou que não irá acontecer já na próxima semana como estava previsto – após o Turismo de Portugal ter garantido que não marcaria presença no evento. As novas datas escolhidas são em Maio, de 27 a 31.

O Talkfest 2020, que deveria acontecer em paralelo com a BTL, não será adiado mas terá de mudar de local. “É um evento profissional numa escala inferior”, indica a organização, justificando a realização do mesmo apesar do adiamento da Bolsa de Turismo. O Talkfest muda-se para o ISCTE (13 de Março) e os Iberian Festival Awards para a sala de espectáculos Suspenso (14 de Março).

A ModaLisboa, por seu turno, avança a hipótese de realizar desfiles à porta fechada, reduzindo os riscos de propagação do COVID-19, mas não colocou em cima da mesa a possibilidade de adiamento. Anunciou, no entanto, ter preparado um plano de contingência que envolve a monitorização dos públicos-alvo, rastreio junto dos colaboradores e parceiros, reforço das medidas de desinfecção, instalação de um posto médico e de uma sala de isolamento. O evento arranca hoje.

O Lisbon Coffee Fest, previsto para entre 20 e 22 de Março, também adiou a sua realização para Outubro. “Esta decisão foi tomada, em função das recomendações da Direcção-Geral da Saúde em relação à realização de eventos públicos e de massas, devido ao COVID-19”, explica a Associação Industrial e Comercial do Café (AICC) em comunicado.

O Turismo de Portugal e a Beta-i decidiram adiar o Lisbon Tourism Summit, seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde e da Direcção-Geral de Saúde de Portugal. O evento estava previsto para 17 de Março e ainda não existe uma nova data fechada para a sua realização.

O QSP Summit junta-se à lista de eventos adiados devido ao COVID-19. Em vez de acontecer este mês, o evento de Gestão e Marketing aponta agora aos dias 18 e 19 de Junho, na Exponor. “Lamentamos qualquer inconveniente, mas a saúde de todos é a prioridade da organização do QSP Summit.”

No mundo das corridas, a  30.ª edição da EDP Meia Maratona de Lisboa muda-se para 6 de Setembro, em vez de acontecer a 22 de Março como estava previsto. Em declarações à Lusa, o Maratona Clube de Portugal adianta que a corrida se irá realizar com os mesmos 16.500 inscritos. A Mini Maratona também é adiada.

O Europarque Gaming Experience junta-se à lista dos eventos adiados devido ao novo coronavírus. A E2Tech, responsável pela organização, diz estar comprometida com a protecção da saúde e segurança, tanto dos colaboradores como dos visitantes. O adiamento abrange ainda a competição ELiga Portugal, sendo que as novas datas para ambos os casos ainda não foram anunciadas. A primeira jornada da ESC Online Master League Portugal by Asus, por seu turno, acontecerá online.

A segunda edição dos Prémios Play também já não acontecerá a 25 de Março. Seguindo a recomendação da Direcção-Geral de Saúde, a PassMúsica decidiu adiar o evento para uma data ainda por anunciar. A organização diz estar a “desenvolver diligências para o reagendamento do evento no mais curto espaço de tempo possível, em função da evolução deste surto e em articulação próxima com as autoridades de saúde nacionais”.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...