Confesse: Consulta o smartphone na cama?

Assim que desperta, 90% das pessoas da Geração Y “agarra no smartphone para ver o email, mensagens e updates das redes sociais, muitas vezes ainda antes de sair da cama”. Esta é a principal conclusão do estudo 2012 Cisco Connected World Technology Report (CCWTR).

O estudo, que examina o modo como a Geração Y usa a internet e os dispositivos móveis para se ligar ao mundo à sua volta, resulta de um inquérito efectuado pela InsightExpress (encomendado pela Cisco) a 1800 estudantes universitários e jovens profissionais com idades entre os 18 e os 30 anos, em 18 países.

29% dos inquiridos disse verificar os smartphones tão constantemente que perde a conta às vezes que o faz, enquanto 20% olha para o smartphone para verificar email, mensagens e actualizações das redes sociais de 10 em 10 minutos, pelo menos. “Para as empresas, este dado é significativo porque demonstra que a força de trabalho do futuro é mais ágil, mais informal e mais reactiva do que qualquer geração anterior. Esta nova geração vive para estar ligada e comunicar”, refere a Cisco.

O estudo revela ainda que as mulheres são quem menos resiste às novas tecnologias. 85% das mulheres inquiridas, contra 63% dos homens, admitiu verificar “compulsivamente” o smartphone para ver mensagens, emails e updates nas redes sociais.

Mais de 40% dos inquiridos sentiria um efeito de “ressaca” e de “ansiedade, como se uma parte minha faltasse” se não pudesse verificar o seu smartphone constantemente. Entre estes utilizadores, 60% queria não se sentir tão “agarrado”.

O estudo conclui ainda que os jovens utilizam os smartphones em qualquer lugar, até nos locais mais íntimos: mais de um terço dos inquiridos admite utilizar o smartphone na casa de banho; 46% navega pelas redes sociais durante as refeições em família ou com amigos; e cerca de 20% escreve mensagens enquanto conduz.

“O ímpeto de permanecer ligado faz com que a linha que separa o trabalho da vida familiar/social fique cada vez mais ténue. As pessoas consultam mensagens de trabalho e comunicam a todas as horas, em todos os lugares imagináveis”, destaca a Cisco. “O tempo é elástico: para a Geração Y não há fronteiras precisas entre o “dia de trabalho” e o tempo pessoal – fundem-se e sobrepõem-se ao longo do dia e da noite”, conclui.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...