Compras online disparam com a Covid-19, até entre a população com mais idade

Por Diogo Assis, director-geral da Delnext

As compras online têm aumentado nos últimos anos e a pandemia da Covid-19 veio impulsionar ainda mais esta tendência de digitalização em Portugal e em todo o mundo. Estima-se que, ao ritmo sentido nos últimos anos, só se atingissem os níveis actuais de vendas online dentro de quatro a seis anos, verificando-se actualmente um crescimento de 77% em relação ao ano passado, segundo um estudo da Adobe. Também de acordo com a transportadora portuguesa Delnext, esta tendência tem-se vindo a verificar de uma forma generalizada por parte do consumidor português mas, surpreendentemente, depois dos jovens, é a população com mais idade que mais cresce em termos de compras online em Portugal, comparando com os números do primeiro semestre de 2019.

O número de pessoas com idades entre os 55 e 64 anos que procuraram serviços de entregas online da Delnext quadriplicou em relação aos primeiros seis meses de 2019. Uma tendência ainda mais acentuada para a população com mais de 65 anos, que cresceu seis vezes mais no mesmo período.

Fazendo um balanço da proporção total de clientes da distribuidora portuguesa, a população com mais de 55 anos representa agora cerca de um quarto (25%) dos utilizadores dos seus serviços de entregas, sendo que antes da pandemia representava apenas 16%.

Uma tendência que poderá terá sido potenciada pelo maior risco desta faixa etária face ao vírus da Covid-19, que, vendo-se obrigada a ficar em casa, encontra no e-commerce uma alternativa segura às suas tradicionais compras em espaços físicos e encontra nos envios online uma forma segura de enviar encomendas para amigos e familiares.

O número total de entregas para jovens com menos de 25 anos cresceu mais de 10 vezes em relação ao ano passado. Uma tendência que se acentuou no 2.º trimestre deste ano. A partir do início de Abril, as entregas para jovens até aos 25 anos praticamente triplicaram, com um crescimento acentuado após o primeiro fim-de-semana de Maio, que marcou o fim do Estado de Emergência em Portugal.

Um claro sinal de preferência e facilidade de utilização dos canais digitais e do e-commerce por parte da geração mais nova.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...