Cancelamento dos Cannes Lions dá o mote: prémios ficam para segundo plano

A próxima edição do festival Cannes Lions terá lugar apenas entre os dias 21 e 25 de Junho. O adiamento inicial para Outubro mostrou-se insuficiente e a organização, a cargo da Ascential, decidiu saltar um ano. Os responsáveis explicam a decisão com o facto de as prioridades das marcas e das empresas serem outras neste momento.

Segundo a AdAge, as redes e agências começaram a cortar no investimento em competições de publicidade e comunicação, cancelando as suas presenças e candidaturas em festivais como o Cannes Lions. Estimativas apontadas pela R3 indicam que os grupos de agências devem gastar entre 20 e 30 milhões de dólares (18,5 e 27,8 milhões de euros) em Cannes, todos os anos, considerando os passes mas também viagens e alojamento.

A mesma publicação indica que, depois do anúncio do cancelamento, as acções da Ascential caíram cerca de 14%. Tendo em conta que aproximadamente um terço da receita da empresa chega do segmento de Marketing, que inclui o festival de criatividade, a Ascential estará perante um ano complicado em termos de resultados.

No entanto, Jay Pattisall, analista na Forrester, acredita que o impacto económico chegará acompanhado por outra grande vítima, talvez até maior: a própria criatividade. «Cancelar Cannes é posivelmente a ponta do iceberg das agências a suspenderem todos os prémios e festivais durante os próximos tempos», afirma o analista. Na opinião de Jay Pattisall, a indústria tem repetidamente investido menos em criatividade precisamente quando mais precisa dela.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...