Biquíni na banheira e surf na sala: o próximo Verão aos olhos da Deeply

Há quem escreva cartas ao Pai Natal, mas a Deeply prefere dirigir-se ao Verão. A marca de moda prepara-se para lançar a sua mais recente colecção de beachwear em plena pandemia e numa altura em que ainda existe muita incerteza sobre como serão as idas à praia nos dias mais quentes. Por isso mesmo, decidiu apostar numa comunicação diferente.

Na carta escrita ao Verão, a Deeply conta como tem saudades desta estação mas também deixa claro que a segurança surge em primeiro lugar – até diz acreditar em relações à distância. A campanha, assinada pela SA365, transforma, por isso, a roupa de praia em propostas para estar em casa. Quem disse que o biquíni não foi feito para usar na banheira?

«Em momentos como os que estamos a viver, as marcas têm que se conseguir reinventar e é importante passar mensagens que, para além de responsáveis, sejam positivas e nos façam sorrir e sonhar», começa por explicar Mónica Pimentel, CEO da Deeply. De acordo com a responsável, o desafio lançado à SA365 passava por criar uma campanha que fosse sensível ao contexto de afastamento social e que, em simultâneo, criasse empatia e interesse pela marca.

O problema, explica Mónica Pimentel, seria a necessidade de criar e filmar a campanha em casa, mas a dificuldade acabou por revelar-se uma oportunidade. «Assim, o que poderia parecer uma missão senão impossível pelo menos pouco estimulante, acabou por se transformar numa produção super engaging que superou claramente as nossas expectativas: divertida, positiva e envolvente», conclui a CEO.

A campanha resulta de um processo de co-criação com cinco criadores de conteúdo: a francesa Marie Pfisterer e as suas companheiras de casa, que captaram todas as imagens a partir do seu próprio lar em Biarritz.

«O poder da co-criação está na construção de narrativas autênticas, na sinergia de criatividade com storytelling. Quando a história é relevante, a criatividade ganha uma força tremenda. É importante criar um ambiente criativo colaborativo, pois é dessa troca de experiências, linhas de orientação, referências que conseguimos expandir conhecimentos, evoluir como marca, fortalecer relações/parcerias», acrescenta ainda Ana Vilela, directora criativa da SA365 Portugal.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...