Aviões da Emirates apoiam luta ao comércio ilegal de animais

Dois exemplares do maior modelo de avião de passageiros do mundo estão, agora, cobertos com decalques de espécies em vias de extinção. A iniciativa partiu da Emirates com o objectivo de apoiar a United for Wildlife na luta contra o comércio ilegal de animais selvagens, lembrando as populações da caça furtiva e do tráfico que acontece todos os dias.

Tim Clark, presidente da companhia aérea, sublinha, em comunicado, que «o mundo atravessa uma crise de caça furtiva e todos devemos assumir o nosso papel para invertermos este rumo antes que seja tarde demais». O mesmo responsável afirma que as transportadoras aéreas como a Emirates podem ter um papel significativo «para quebrar a cadeia de fornecimento do comércio ilegal de animais selvagens». Nesse sentido, a Emirates já proibiu o transporte de troféus de caça e está a colaborar com organizações internacionais para treinar os funcionários de terra a detectar possíveis casos de transporte de animais selvagens na bagagem.

Os dois A380 têm aproximadamente 40% da sua superfície coberta, sendo que o maior dos desenhos tem 42,5 metros de comprimento e 6,2 metros de largura, atingindo 70 quilos de peso. Estes são os maiores decalques que a companhia aérea já aplicou nos seus aviões. Para tal foram necessários 2,5 dias e uma equipa de 28 pessoas.

A Emirates está ainda a contribuir para esta causa através da disponibilização de artigos sobre a protecção da vida selvagem nas suas revistas de bordo, bem como entrevistas em formato podcast e filmes sobre o tema. Os passageiros também são encorajados a participar boicotando produtos feitos com partes de animais em vias de extinção.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...