Apple e Google: a guerra dos mapas está iminente

A Apple está a preparar-se para “aterrar” no negócio dos mapas. Este passo voltará a deitar “achas” à sua guerra contra a Google. A confirmar-se a informação, avançada pelo The Wall Street Journal, a empresa da maçã vai anunciar o seu serviço de mapeamento “made in Apple” a qualquer momento, no âmbito da conferência para developers, que está a decorrer a partir de hoje em São Francisco, nos EUA, até ao próximo dia 15.

A aposta da companhia liderada por Tim Cook poderá ser um “duro golpe” para a gigante tecnológica, que tem vindo a perder clientes da sua plataforma de mapas nos últimos meses.

Ainda que este lançamento não tenha sido confirmado pela Apple, várias fontes asseguram que a empresa planeia anunciar ainda hoje uma nova versão do seu sistema operativo para dispositivos móveis, o iOS 6, que terá incluída a sua própria aplicação de mapas.

Como informa o espanhol Cinco Días, os meios americanos dão por certo que a ferramenta cartográfica da Apple, que será incorporada nos iPhone e iPad, recorrerá à tecnologia de imagens em 3D da C3 Technologies, empresa que a companhia da maçã adquiriu no passado mês de Outubro. A ferramenta de mapas incluirá ainda soluções da Placebase e da Poly9, outras duas empresas que actuam na área dos mapas que a criadora do iPhone comprou em 2009 e 2010, respectivamente.

Entretanto a Google já anunciou um novo Google Maps, que incluirá mapas em 3D de áreas metropolitanas completas e permitirá a consulta offline dos mapas, a partir de dispositivos móveis Android.

O potencial interesse da Apple neste mercado não é gratuito, nem o será o da Google. Como destaca o mesmo meio espanhol, quase todas as empresas que actuam no negócio móvel, como a Nokia, a Google, a Apple e a Samsung, oferecem software de mapas. Uma ferramenta que faz parte de cada vez mais estratégias, já que hoje quase todos os dispositivos móveis dispõem de GPS. Na mesa de jogo estão ainda os serviços de geolocalização e a publicidade associada.

Como avançou um post do blogue Geothougth, a Apple poderá estar ainda a desenhar um serviço de trânsito com base nos seus próprios mapas, que oferecerá informação em tempo real. A empresa, que recorre aos mapas da Google há quatro anos, procuraria assim novas formas de receita e travaria os avanços do Android nos aparelhos móveis.

 
Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...