App portuguesa que permite saber a lotação das praias dá que falar lá fora

O Prémio do Público na final da competição Apps for Good UK foi atribuído à SandSpace, aplicação portuguesa que permite indicar e saber os níveis de ocupação do areal de 685 praias marítimas e fluviais de Portugal (Continente e Ilhas). Criada por jovens de São João da Madeira (Bruno Dylan, Diogo Resende, Jorge Correia e Nuno Castro) propositadamente para a iniciativa, acabou por ser a mais votada pelo público.

A SandSpace era a única aplicação portuguesa criada por jovens finalista na competição do Apps for Good UK, programa educativo tecnológico que desafia alunos e professores a desenvolverem aplicações para resolverem problemas sociais. Este ano, devido à pandemia de COVID-19, decorreu inteiramente online e recebeu candidaturas de países de todo o Mundo.

Além de chamar atenção lá fora, a SandSpace também conquistou o interesse dentro das próprias fronteiras, somando já a Agência Portuguesa do Ambiente como parceira. Está disponível para download na Google Play Store e desafia os seus utilizadores a terem um papel activo: são os banhistas de cadas praia a fornecer à app os dados sobre a sua ocupação.

O software converte, depois, estas informações num indicador gráfico em que verde significa pouca densidade, amarelo indica um número já considerável de banhistas e vermelho traduz uma lotação limite.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...