6 dicas para aumentar a segurança dos seus perfis nas redes sociais

A secção destinada a segurança e privacidade nas redes sociais poderá não ser visitada tantas vezes quanto seria recomendável. A pensar nisso mesmo, e no âmbito do Dia da Internet Mais Segura – que se assinala na próxima terça-feira, dia 9 -, o Facebook criou um guia com seis dicas que poderão ajudar os utilizadores a fortalecer a sua presença neste tipo de plataformas.

“Agora que vivemos, trabalhamos e dependemos cada vez mais da Internet, também podemos estar mais expostos a riscos de segurança inevitáveis”, aponta o Facebook, justificando o desenvolvimento desta lista com conselhos:

1 – Escolher uma senha forte e alterá-la regularmente. Utilizar uma senha diferente para cada serviço e evitar incluir informações pessoais, tais como a data de nascimento ou o nome de um membro da família. Quanto mais difícil for para adivinhar, melhor, por isso o ideal é tentar fazer com que tenha pelo menos seis caracteres e combinar maiúsculas, minúsculas, números e caracteres especiais. Também é muito importante nunca partilhar a senha com ninguém, nem mesmo com pessoas de confiança, e alterá-la com frequência;

2 – Activar a autenticação de dois factores. A autenticação de dois factores adiciona segurança extra à conta, além da segurança que já é facultada pela senha. É enviada uma solicitação para inserir um código de segurança especial cada vez que se tenta aceder ao Facebook ou Instagram através de um novo dispositivo. O utilizador pode optar por receber esses códigos de segurança através de mensagem de texto (SMS) no telemóvel ou através de uma aplicação de autenticação externa;

3 – Logins de controlo. Nunca partilhar as informações de login com outras pessoas e fazer logout ao usar um computador ou telefone partilhado. Além disso, no Facebook, é possível activar alertas para logins não reconhecidos. Se alguém tentar fazer login através de um dispositivo ou navegador da Web diferente do normal, o utilizador irá receber um alerta a informar sobre qual o dispositivo que tentou fazer login e a sua localização;

4 – Proteger-se de mensagens maliciosas. Nunca clixar em links suspeitos, mesmo que sejam de um amigo ou de uma empresa conhecida. Isto inclui links em publicações ou recebidos por email. É importante relembrar que o Facebook ou o Instagram nunca pedem a senha por email, nem contactam através de mensagens directas. Os agentes maliciosos podem criar sites falsos que se parecem com os originais e pedir ao utilizaro para fazer login com o email e senha. Quando não se tem certeza acerca de um link, verificar o URL ou digitar o endereço web directamente num navegador antes de inserir a senha;

5 – Ficar atento a quaisquer sinais que possam indicar uma violação de segurança. Quando se suspeita que a conta foi comprometida, é importante protegê-la o mais rapidamente possível. Alterar a senha assim que possível e verificar se as informações de contacto da conta estão correctas. Caso deixe de ser possível entrar na conta, aceder  ao Facebook ou Instagram para alterar a senha e rever a actividade que ocorreu. No WhatsApp, nunca partilhar o código de verificação com ninguém, nem mesmo com a família ou amigos;

6 – Manter as informações de contacto actualizadas. Dessa forma, se o Facebook detectar alterações não autorizadas na conta, pode entrar em contacto para resolver o problema rapidamente.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...