5 dicas para videochamadas sem problemas

Por vezes, fazer um telefonema não basta. É melhor ver o rosto e as expressões da outra pessoa, seja em contexto pessoal ou profissional. A aposta vai, por isso, para as videochamadas, um recurso que vê, agora, a popularidade aumentar com o número crescente de pessoas em casa – muitas delas em teletrabalho.

Porém, nem sempre é fácil fazer uma videochamada. Segundo a Google, há vários contratempos que podem complicar o processo: ou a ligação que cai ou as crianças não estão sossegadas. Ou, ainda, o cão a ladrar, entre outros.

A tecnológica partilha, por isso, cinco dicas para videochamadas sem problemas:

1 – Escolher o ambiente adequado. Para discutir assuntos complexos ou fazer um brainstorming, as videochamadas podem ser mais eficientes do que o chat ou o email: ajudam a conhecer colegas de equipa em diferentes fusos horários, por exemplo.

Mas quando se está numa ligação, deve-se pensar um pouco no que está à volta, como pano de fundo (é preferível optar por uma parede lisa e evitar janelas com muita luz), e, caso se trabalhem num computador portátil, colocá-lo num local estável;

2 – Convidar qualquer pessoa a qualquer hora. As videochamadas não precisam de ser agendadas, garante a Google. Caso nos encontremos no meio de uma conversa por email muito longa, o melhor será configurar instantaneamente uma reunião e convidar pessoas dentro ou fora da empresa ou organização para participar.

O Hangouts Meet, por exemplo, cria automaticamente códigos de ligação internacional para que as pessoas possam ligar para determinado número (previamente fornecido) a partir de qualquer local. O utilizador também pode convidar pessoas através de um evento no Calendário, por email ou por telefone;

3 – Não se ouve bem? Adicionar legendas pode ser a solução. Caso nos encontremos num local barulhento e não tivermos auscultadores premium, podemos usar o recurso de legenda ao vivo do Meet para exibir legendas em tempo real (assim como legendas ocultas na TV);

4 – Partilhar apenas o pretendido. Para que, inadvertidamente, todas as pessas que estão na videochamada não acabem a ler o email que entrou na caixa do correio, o melhor é garantir que se partilha apenas aquilo que se pretende. A sugestão da Google passa por apresentar uma janela em vez do seu ecrã completo;

5 – Ser verdadeiro. Todos temos uma vida fora do trabalho. Dependendo da cultura do local de trabalho, pode ser bom mostrar um pouco da vida “real” ao nosso redor, indica a tecnológica. Pode passar por deixar o filho acenar para a câmara, por exemplo. Mostrar um pouco da vida pessoal pode promover ligações mais profundas com os colegas de trabalho.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...