YouTube cria fundo para apoiar artistas de raça negra

O YouTube juntou-se ao movimento “Black Lives Matter” e anunciou que vai disponibilizar um fundo de 100 milhões de euros para criar um conjunto de iniciativas que visam apoiar e promover artistas e criadores de raça negra.

O primeiro projecto acontece já no Sábado, com a organização de um evento de angariação de fundos produzido pelo YouTube Originals, intitulado “Bear Witness, Take Action”. O evento, que irá decorrer em directo na plataforma de vídeos, irá juntar criadores, artistas, figuras públicas e activistas numa série de debates e performances musicais, sendo que os donativos angariados irão beneficiar a organização norte-americana Equal Justice Initiative.

Além disso, durante o mês de Junho, o canal Spotlight irá destacar questões de justiça racional, incluindo perspectivas da comunidade de raça negra no YouTube, juntamente com conteúdos históricos, vídeos educacionais e a cobertura dos protestos.

«No YouTube, acreditamos que todos temos de fazer mais para desmantelar o racismo sistémico. Por isso, juntamo-nos aos protestos pelos assassinatos de George Floyd, Breonna Taylor, Ahmaud Arbery e muitos outros», afirma Susan Wojcicki, CEO do YouTube, num post assinado no blogue oficial da rede social. «A nossa plataforma tem sido, nos últimos 15 anos, um lugar de comunhão. Sempre nos sentimos orgulhosos por sermos uma plataforma que celebra um conjunto alargado e diferenciado de vozes. Mas reconhecemos que temos de fazer mais, em particular junto da comunidade negra», sublinha.

Além das iniciativas agora anunciadas, o YouTube revelou que a actualizou a sua política de discurso de ódio, banindo vídeos que aleguem a superioridade de um grupo baseado em características como a raça, género, religião ou orientação sexual. Estas alterações resultaram na remoção de mais 100 mil vídeos e 100 milhões de comentários de incitamento ao ódio ou assédio no último trimestre.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...