Web Summit: “Reduce, reuse and recycle”

O tema “Plastic: reuse, recycle, redesign” esteve presente esta manhã no Web Summit e o plástico foi, como não poderia deixar de ser, o protagonista da mesa redonda. Tim Brookes (Head of Environmental Responsibility da Lego), Mark Kaplan (Chief Sustainability Officer da Unilever), Diana Cohen (co-fundadora e CEO da Plastic Pollution Coalition) e Rosario Dawson (actriz e fundadora da Studio 189) apresentaram argumentos de peso para os consumidores e as empresas terem como foco a redução da poluição com plástico. Um material que causou danos graves no ecossistema e colocou em perigo a saúde pública dos humanos.

Mark Kaplan, que tem no seu passado trabalho feito com empresas como Coca-Cola, P&G e Pay Pal é também CEO da startup Tone que defende que a recolha de plástico deveria ser encarada como uma segunda fonte de rendimento por todos aqueles que trabalham na indústria das pescas, sejam estes pescadores, trabalhadores das docas ou outros. «Este modelo poderia funcionar», assegurou. O plástico recolhido seria pago pelos bancos de plástico que o transformariam e que depois seria revendido. Diana Cohen garante que quando mais cedo o plástico fosse recolhido mais valor teria no mercado.

Tim Brookes lembra que uma das questões fundamentais diz respeito à educação porque o plástico em si «é um material fantástico que mudou a sociedade». No caso dos tijolos Lego, garante, as pessoas passam-nos de pais para filhos porque os valorizam financeira e emocionalmente. «O material não é o vilão aqui, mas a forma como as pessoas o tratam», assegurou. O que é necessário é que as pessoas reavaliem a forma como lidam com o plástico e que o valorizem. «No fundo, que o tratem como tratam tantas outras coisas que têm em casa e que não ponderariam deitar fora após apenas uma utilização.»

Rosario Dawson contou que foi feito um trabalho na Califórnia, que envolveu diversas organizações e mercearias, no sentido de acabar com os sacos de plástico: designers assinaram sacos reutilizáveis, pessoas que nas lojas tiravam os produtos dos sacos deixando na loja o plástico com o intuito de que as lojas mudassem as suas políticas. «Foi um caminho que foi sendo trilhado cidade a cidade até que todo o estado da Califórnia ficasse livre do plástico.»

Há uma série de inovações que têm vindo a ser desenvolvidas no sentido de dar nova vida ao plástico. “Reduce, reuse and recycle” são os três passos que estão a ser ensinados às crianças nos EUA, lembrou Diana Cohen. Uma das dicas que Diana dá é que os consumidores recusem palhinhas quando consomem bebidas. «Don’t suck! Stop sucking!» Diana garante que é um gesto muito simples, mas que dá poder às pessoas. «Para mim é um desafio todos os dias levantar-me e perceber onde posso reutilizar: tenho a garrafa reutilizável, tenho uma mochila para transportar as coisas… Creio que com design inteligente e inovação se consegue incentivar as pessoas a manter um produto em materiais como alumínio, por exemplo.» Precisamos de uma mudança global, disse ainda. Passa tudo pela educação de nós próprios, acrescentou Mark Kaplan.

Texto de Maria João Lima

Veja um excerto daquilo que se conversou:

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...