VII Conferência Executive Digest: A indústria agro-alimentar mexe!

_PAF1806 redimA VII Conferência Executive Digest, sob o tema “A indústria Agro-Alimentar está a mexer com o País”, reuniu mais de uma centena de convidados no Hotel Dom Pedro, em Lisboa, para discutir a importância do tema da agricultura em Portugal.

A conferência abriu com o secretário de Estado da Agricultura e keynote speaker, José Diogo Albuquerque, que falou sobre o presente e futuro do sector agro-alimentar. Referiu que, nos últimos três anos, este é «o único sector que tem crescido» e que o objectivo é, segundo do secretário de Estado, «chegar a 2020 com a balança comercial neutra», estando actualmente negativa em 2,3 mil milhões de euros.

No espaço “À conversa com…”, Ana Isabel Trigo Morais, presidente da APED – Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, respondeu às questões de Álvaro de Mendonça, jornalista, sobre os desafios actuais da distribuição em Portugal e noutras geografias. «Hoje a distribuição organiza-se melhor. Temos áreas na cadeia de distribuição a captar valor e a evoluir mais», considerou.

Seguiu-se a mesa-redonda que contou com os contributos de António Forcen, gestor de portefólio para a Península Ibérica da Sapec Agro Business, Luís Mesquita Dias, director-geral da Vitacress, Ricardo Mateus, director executivo da Derovo, e Jorge Tomás Henriques, presidente da FIPA. Debateu-se a questão da escala da produção agrícola em Portugal, a migração das empresas do sector de produtoras agrícolas para empresas de produtos de grande consumo, a capacidade de as organizações do sector aportarem valor acrescentado e a importância do associativismo na área agro-alimentar. A moderação ficou a cargo de Maria João Vieira Pinto, directora de Redacção da Executive Digest, e de Álvaro de Mendonça.

Filipe Ravara, director de Agro-Negócios da Caixa Geral de Depósitos, fechou a conferência com uma apresentação sobre o lado do investimento no sector agrícola e a importância da banca nesse ponto – banca essa que deverá funcionar como «parceira» das empresas da área. «A banca tem de ser proactiva na criação de parcerias de sucesso», sublinhou.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...