Venda de vinhos de Lisboa aumentou 5%

Comissao-vitivinicola_rsOs vinhos certificados da Região de Lisboa venderam mais três milhões de euros em 2013, um aumento de 5% em relação ao ano anterior, anunciou a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa).

De um modo geral, e devido às condições climatéricas, a produção da região caiu 18% relativamente ao ano anterior e, no país, a produção de vinho caiu cerca de 25%. Apesar deste decréscimo, a produção da região de Lisboa situou-se nos 90 milhões de litros. Deste volume, a CVR Lisboa vendeu 23,5 milhões de selos, que equivalem aproximadamente a um igual número de garrafas.

Segundo Vasco D’Avillez, presidente da CVR Lisboa, «a certificação acabou por aumentar porque se espera, em 2014, uma maior exportação de vinho. Os produtores, para garantirem resposta ao aumento da procura nos mercados, trataram de certificar maior quantidade do que no ano anterior».

O presidente da CVR Lisboa afirma ainda que uma região como a de Lisboa, que produz 90 milhões de litros, pode sempre certificar mais do que os cerca de 25% que certifica actualmente.

A sustentar estes resultados estão as exportações que voltaram a subir de 60% para 65%, sendo que, de todo o vinho da região que é certificado, apenas 35% fica em território nacional.

Os mercados mais importantes para os vinhos de Lisboa continuam a ser Angola, Brasil, EUA, Europa do Norte e China, sendo que, em 2013, a Rússia passou também a fazer parte, uma vez que os investimentos que tinham vindo a ser feitos neste mercado se começaram a materializar.

«Esperamos que, a partir de 2014, os resultados relativos aos mercados sejam ainda melhores, uma vez que para o triénio 2014/2016 os investimentos a fazer vão passar a contemplar a Namíbia e a África do Sul, para além de Angola e Moçambique, onde já operávamos, constituindo, assim um eixo de comercialização de vinhos da região de Lisboa em África», refere Vasco d’Avillez.

De acordo com o presidente da Comissão, todo o vinho produzido na região de Lisboa vale anualmente no mercado 80 milhões de euros. A CVR Lisboa espera, em 2014, um acréscimo deste valor, quer pela subida do preço do vinho quer pelo aumento da quantidade certificada.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift