Unilever prepara-se para forte investimento em marca e marketing

Depois de, no primeiro semestre do ano, ter cortado em 1% o orçamento em marca e marketing, a Unilever anunciou que irá investir fortemente até ao final do ano, no seguimento do desconfinamento no âmbito da pandemia.

Numa conversa com investidores acerca dos resultados do primeiro semestre, Graeme Pitkethly, CFO da Unilever, explica que a companhia suspendeu a sua actuação em algumas geografias, canais de venda e categorias onde as condições do mercado levariam a investimentos sem retorno. Mas agora irá realocar investimento de forma a potenciar oportunidades que permitam o crescimento do negócio.

«Para a segunda metade do ano, temos planeado um forte investimento, tendo em conta com as medidas de desconfinamento e a adaptação dos consumidores à Covid-19. Esse investimento será para apoiar campanhas de comunicação e inovação de produto adaptados ao cenário actual», afirma Graeme Pitkethly.

O CFO explica que a companhia tem vindo a adaptar e a realocar o investimento em marca e marketing de forma dinâmica, semanal, à medida que as medidas de confinamento e desconfinamento vão alterando e impactando os hábitos dos consumidores. A título de exemplo, a Unilever cortou esse investimento em 40% no que respeita a food service (indústria relacionada com o consumo out-of-home) e 30% em gelados. Por outro lado, compensou essa medida com uma maior aposta em produtos de limpeza de pele e categorias de higiene.

Sobre esta estratégia de realocação de recursos, Alan Jope, CEO da companhia, afirma que a capacidade de adaptação às tendências relacionadas com a pandemia permitiram alcançar um forte crescimento no e-commerce: um aumento de 62% no segundo trimestre e de 49%, analisando os primeiros seis meses do ano.

Alan Jope explica que se vive um momento em nunca foi tão relevante para as marcas demonstrarem o seu contributo positivo para a sociedade e abordarem assuntos que representam as preocupações dos consumidores, de forma autêntica. «Por isso, vamos investir mais em comunicação que tenha um propósito claro. E sabemos que as marcas com propósito são cada vez mais relevantes para os consumidores e conseguem também obter melhores performances», afirma.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...