Uber (quase) só vai aceitar veículos eléctricos a partir de 16 de Julho

Motoristas que se queiram tornar parceiros da Uber mas que tenham um automóvel movido a gasóleo ou gasolina têm apenas alguns dias para se juntar à plataforma. A Uber anuncia hoje que vai passar a aceitar apenas veículos eléctricos a partir de 16 de Julho, sendo que a novidade abrange as áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, distritos de Braga e de Faro.

«Queremos continuar a contribuir para o desenvolvimento e adopção da mobilidade eléctrica em Portugal», explica Manuel Pina, director-geral da Uber em Portugal. Mas, atenção, a nova regra diz apenas respeito aos serviços UberX e Comfort. Vai ser possível continuar a adicionar veículos não eléctricos no caso de substituição de um veículo já registado na plataforma ou para os serviços Uber Black ou UberXL.

«A electrificação do sector dos transportes tem ainda obstáculos estruturais pela frente como o desenvolvimento da infra-estrutura de carregamento, ou a oferta acessível de veículos eléctricos, pelo que esta transição terá sempre de ser gradual», lembra Manuel Pina. Para ajudar a tornar a mudança mais fácil, os motoristas e parceiros da Uber vão ter acesso exclusivo a uma rede de 14 pontos de carregamento de Norte a Sul, durante este mês – fruto de uma parceria com a startup portuguesa PowerDot.

O director-geral da Uber em Portugal sublinha ainda que a visão da empresa relativamente a este tema é ambiciosa mas realista. O objectivo é que iniciativas como esta possam ajudar a mobilizar parceiros privados e autoridades públicas. «Queremos estar neste novo normal com condições melhores do que quando entrámos e a mobilidade eléctrica é um dos pilares dessa estratégia», conta.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...