Uber diz adeus ao Google Maps

Um investimento de 500 milhões de dólares (447,6 milhões de euros) faz parte dos planos da Uber para obter independência do Google Maps. A aplicação de mobilidade tem como base os mapas globais da Google para guiar os seus motoristas e apresentar aos utilizadores os trajectos percorridos. Mas, agora, a Uber quer acabar com a dependência de empresas externas e tornar-se cada vez mais autónoma.

De acordo com o The Financial Times, veículos de mapeamento já estão a circular nos Estados Unidos da América e no México, sendo que a iniciativa deverá estender-se a outros países em breve. Brian McClendon, conhecido por ajudar a criar o Google Earth e agora a trabalhar na Uber, afirma que mapas exactos são o coração do serviço prestado pela tecnológica e a espinha dorsal do negócio. Em comunicado citado pela mesma publicação, o responsável acrescenta que a necessidade de mapas construídos à medida da experiência da Uber é a razão pela qual estão a duplicar o investimento em mapeamento.

Além de independência, a Uber poderá estar também interessada num sistema de mapas próprio tendo em vista a aposta em automóveis autónomos. Deste modo, quando os carros sem condutores se tornarem uma realidade massificada, a Uber estará preparada.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir