Teresa Lameiras: «A SEAT irá continuar a posicionar-se de forma solidária, verdadeira e genuína»

O que ficará depois deste “buraco negro” do novo coronavírus? Que marcas iremos ter? E como é que passarão a estar e a comunicar? Não sendo possível qualquer previsão clara e certa, fomos, contudo, tentar perceber de que forma é que algumas das maiores empresas e marcas em Portugal estão a reagir e como esperam sair do momento mais crítico de todos os tempos, a nível mundial. Vamos todos dar a volta?

Teresa Lameiras, directora de Marketing e Comunicação da SEAT

O que está a ser feito, neste momento, para que a sua marca não perca relevância?

Vivemos tempos de mudança, de desafio, mas também de muita dedicação das equipas, da Rede de Concessionários e de rigor.

Na SEAT Portugal continuamos todos em força a trabalhar num regime diferente por ser à distância (teletrabalho), mas com a mesma eficiência e rigor. Comunicamos à distância e estamos muito perto da Rede de Concessionários para a qual encontrámos soluções importantes para ajudar a ultrapassar estes momentos.

Estamos através do digital e do SEAT Responde a contactar com os clientes. A nossa Rede continua também a contactar com os clientes. Em termos centrais, a SEAT, hoje, mais do que nunca assenta no lema “adapt, overcome” (adapta, supera) e colectivamente está a encontrar força e está empenhada na luta contra a Covid-19.

Na verdade, estamos focados em continuar a encorajar as nossas equipas e preocupados em cuidar e proteger todos os nossos colaboradores, facilitando as condições de trabalho, a segurança e mantendo todos bem informados, rumando todos na mesma direcção.

E todos os contributos que possamos dar nesta fase que vivemos, e que de alguma forma possam auxiliar, ajudam também na construção da marca e na percepção que os consumidores têm da mesma.

É uma fase em que temos de continuar a comunicar com os nossos clientes de forma clara, próxima e com uma mensagem de esperança. Lançámos uma campanha a nível das redes sociais, que assenta numa mensagem de encorajamento e esperança, aconselhando que esta é uma fase em que todos devemos parar, pensar nos outros, e ficarmos em casa! A SEAT está cá e, quando a altura chegar, vai voltar a pôr as pessoas em movimento. É a nossa missão!

E depois deste “buraco negro”, a sua marca será a mesma?

A pandemia de Covid-19 é uma crise global e impossível de prever ou de antecipar. Neste momento não sabemos como nem quando vai terminar, mas sabemos que afectará a vida das marcas, das empresas e das pessoas.

Estamos também cientes de que esta crise global vai trazer novos comportamentos de compra, novas formas de estar e de nos movermos no dia-a-dia. Sabemos também que a SEAT irá continuar a posicionar-se junto dos seus consumidores de uma forma solidária, verdadeira e genuína. Queremos ajudar os nossos consumidores e estar mais perto deles do que nunca, será este o nosso caminho.

O nosso foco neste momento são as pessoas e como as pessoas são importantes para nós. Vamos estar focados no fortalecimento da marca e em dar às pessoas aquilo que mais precisam: esperança, confiança e segurança.

E acreditamos que sairemos diferentes desta experiência, acima de tudo com um renovado sentido da nossa humanidade e da nossa missão como marca.

Vamos estar focados numa maior aproximação com os nossos actuais e potenciais clientes. Através da aposta na partilha e debate de interesses comuns entre a SEAT e o público. Estaremos juntos!

*Entrevista publicada originalmente na edição de Abril da revista Marketeer

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...