Tendências do consumo e retalho em debate com a APED

APEDNos dias 17 e 18 de Janeiro o Museu do Oriente, em Lisboa, receberá o IV Congresso da Distribuição Moderna, promovido pela APED – Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição. Na mesa de debate do primeiro dia do evento, intitulado “Ganhar o Futuro”, estarão temas como “Tendências de Futuro: Novos Consumidores e Novos Canais”, onde serão analisados vários comportamentos dos consumidores que estão a mudar o mercado do retalho em Portugal.

Fernando Adão da Fonseca, presidente da Unicre, explicará como a tecnologia e os meios de pagamento são geradores de novas formas de consumo. Já Anthony Gibson, presidente das agências criativas do grupo Publicis, partilhará com os presentes a sua visão de como se devem cativar os consumidores em ambientes económicos adversos. Luís Simões, managing director da Iberia Kantar World Panel, apresentará um conjunto de dados que caracterizam os novos consumidores. As últimas tendências no campo da inovação e tecnologia serão, por sua vez, abordadas por Geraint Thomas, director Consumer Packaged Goods and Life Sciences da Microsoft. Li Edelkoort, considerada pela revista Time como uma das 25 pessoas mais influentes no mundo da moda, encerrará o dia 17, apresentando as tendências futuras do consumo e retalho e revelando os conceitos, cores, texturas e materiais que vão estar na moda nos próximos anos.

No dia 18 de Janeiro, “O futuro da Distribuição” estará no centro das conversas. Christian Verschueren, director-geral da Eurocommerce, Paulo Azevedo, CEO da Sonae, Pedro Soares dos Santos, CEO da Jerónimo Martins, Américo Ribeiro, director-geral da Auchan, Kristina Johansson, country and retail manager da Ikea Portugal, e Cláudia de Almeida e Silva, directora-geral da Fnac Portugal serão os intervenientes num debate moderado por Ricardo Costa. João Duque, presidente do ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão será o orador num painel intitulado “2012: o ano de todos os desafios”. Para este dia está também prevista a intervenção do Nobel da Economia, Joseph Stiglitz. A encerrar a ordem de trabalhos do congresso estará Álvaro Santos Pereira, ministro da Economia.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...