Televisão portuguesa teve menos 45 horas de publicidade em Julho

A oferta de publicidade comercial nos canais de televisão monitorizados pela MediaMonitor totalizou 1.033 horas no passado mês de Julho. Trata-se de um recuo de 45 horas e 6 minutos em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a Marktest, “este diferencial entre 2020 e 2019 é o mais baixo desde Março”, embora represente um aumento de 198 horas face a Junho.

A mesma análise mostra que os canais de Pay TV foram responsáveis por 70,5% do tempo de emissão de publicidade comercial em Portugal, tendo emitido 728 horas (versus 734 horas em Julho de 2019). Os canais Free To Air, por seu turno, registaram 305 horas de anúncios (versus 344 horas em Julho de 2019). Desta duração são excluídos conteúdos de auto-promoção e televendas inseridas em programas próprios.

O serviço MediaMonitor avança ainda que a marca Continente foi a que mais investiu em publicidade em televisão, em Julho, sendo responsável por um share of voice de 3,3%. A MEO aparece em segundo lugar na lista (2,2%), logo seguida pelo Lidl (2%). Supermercados e telecomunicações surgem, por isso, em destaque.

Quanto ao anúncio que mais tempo esteve no pequeno ecrã, “Do Pomar ao Copo” da Compal leva a taça. No último mês, a campanha que mostra aos consumidores o processo de produção dos sumos e néctares Compal registou um total de 47 inserções e 47 minutos de exibição total.

CMTV, RTP1, RTP3, SIC, SIC Noticias, TVI e TVI24 foram os canais escolhidos para divulgar a campanha, cujo arranque se deu a 8 de Julho.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...