Televendas lideram investimento publicitário em Portugal

A European Home Shopping conquistou o título de maior investidor publicitário de Portugal, na primeira metade deste ano. Entre Janeiro e Junho, a empresa dedicada a televendas gastou cerca de 187 milhões de euros em conteúdos publicitários, sendo que televisão foi o único canal escolhido.

Os dados do serviço MediaMonitor da Marktest indicam ainda que a Unilever-Fima ocupa o segundo lugar do top com quase 163 milhões de euros investidos, com a maior fatia a ser direccionada também para a televisão (159,8 milhões de euros). O pódio é completado pela Altice Portugal e os seus 150,2 milhões de euros gastos em publicidade.

Modelo Continente, Viva Melhor, Nos Comunicações, Procter & Gamble, Ediclube, Reckitt Benckiser e Vodafone Portugal também surgem em destaque no primeiro semestre do ano, ocupando os restantes lugares do dop 10.

Quanto a agências de publicidade, o mesmo relatório mostra que Havas Worlwide leva a coroa, registando 313,3 milhões de euros de investimento publicitário. Seguem-se Fuel (286,5 milhões de euros), Partners (237,9 milhões de euros), Wunderman Thompson (179,7 mlhões de euros) e Publicis (148,3 milhões de euros).

Já no campo das agências de meios, o destaque do primeiro semestre vai para a Carat com 482,6 milhões de euros de investimento em publicidade. No top 5 encontram-se ainda a Arena (451,4 milhões de euros), a OMD (448,9 milhões de euros), Wavemaker (414,2 milhões de euros) e Initiative (393,9 milhões de euros).

No geral dos primeiros seis meses do ano, Portugal registou mais de 4,8 mil milhões de euros investidos em publicidade. A maioria do orçamento teve como destino a televisão (quase 4,2 mil milhões de euros)

European Home Shopping, Fuel e Wavemaker em Junho

Olhando apenas para o mês de Junho, os dados do MediaMonitor revelam que a European Home Shopping foi também o principal investidor publicitário no território nacional (39,6 milhões de euros). Seguiram-se Unilever-Fime (31,5 milhões de euros) e Procter & Gamble (21,6 milhões de euros).

A Fuel, por seu turno, reinou na categoria de agências de publicidade (44,8 milhões de euros), à frente da Publicis (31,7 milhões de euros) e Wunderman Thompson (31,1 milhões de euros). Quanto a agências de meios, a liderança em Junho coube à Waemaker (96,8 milhões de euros), com o top 3 a ser completado pela Carat (71 milhões de euros) e com a OMD (61,2 milhões de euros).

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...