Telecom e electrodomésticos impulsionam Bens de Consumo em 2020

O mercado global de bens de consumo técnico deverá crescer 2,5% em valor este ano. A previsão é da GkF, que aponta para as telecomunicações (+3%), os pequenos electrodomésticos (+8%) e os grandes electrodomésticos (+2%) como os principais impulsionadores.

No caso da telecomunicações, a GfK estima que seja responsável por mais de 43% do total de gastos do consumidor, gerando 454 mil milhões de euros. Por seu turno, os grandes electrodomésticos deverão ver as vendas ascender a 187 mil milhões de euros.

Segundo a consultora, “a estrela em ascensão no mercado de tecnologia e bens duráveis é o sector de pequenos electrodomésticos”, cujo peso no orçamento do consumidor aumenta para mais de 9% do total. Para 2020, as vendas esperadas são de 97 mil milhões de euros.

Por outro lado, a consultora espera estabilidade e consumo quase inalterado nas vendas dos sectores de Tecnologias de Informação, Produtos de Escritório e Electrónica de Consumo.

“A batalha pela atenção do consumidor permanece no topo da agenda e a questão para 2020 será encontrar a abordagem certa que possa ajudar a vencer essa batalha”, indica ainda a GfK em comunicado. A consultora destaca a procura por experiências enriquecedoras, sendo excelente desempenho e inovação os principais ingredientes procurados pelos consumidores de produtos técnicos. Com frequência, estes são ainda combinados com características como premium e design.

Esta tendência é visível na crescente procura por TV OLED (+19% de aumento em valor), gaming notebooks (+15% de aumento em valor) e aspiradores sem fios (+23% de aumento em valor).

A GfK sublinha ainda que os consumidores estão dispostos a gastar mais em produtos que facilitam a sua vida – 46% dos inquiridos no GfK Consumer Life 2019 concorda com esta afirmação. Neste caso, saem a ganhar produtos como aspirador robô (+18% de aumento em valor) ou máquinas de lavar (+29% em termos de valor).

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...