Tecnologia em prol dos refugiados

A Fundação Calouste Gulbenkian anunciou a segunda edição do Hack for Good, uma maratona digital centrada no desenvolvimento de soluções tecnológicas para melhorar a vida dos refugiados.

A iniciativa, em parceria com a comunidade Techfugees, pretende que os participantes possam surgir com soluções para resolver os desafios com que lidam refugiados e instituições que apoiam os mesmos.

O desafio, que pretende reunir mais de 150 participantes, que desenvolvam tecnologias nas áreas de Infra-estrutura, Educação, Identidade, Saúde e Inclusão. Segundo um comunicado enviado à imprensa, procuram-se “soluções que permitam maior conectividade e acesso à internet e tecnologia, soluções de educação formal e não formal online e offline, soluções para reconhecimento de diplomas e documentação que permitam a integração dos migrantes nos países que os acolhem, desenvolvimento de inovações tecnológicas na área da saúde e facilitação da integração social, cultural e económica de refugiados nas suas comunidades de acolhimento”.

A segunda edição do Hack for Good decorrerá nos dias 24 e 25 de Junho.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...