Tablet da Samsung suspenso nos Estados Unidos

Um tribunal da Califórnia deu procedência à providência cautelar apresentada pela Apple em Maio passado, e ordenou a suspensão da venda do Samsung Galaxy Tab 10.1 em todo o território dos Estados Unidos.

O incidente representa um novo episódio na guerra judicial entre as concorrentes Apple e Samsung sobre os direitos de propriedade intelectual. Em Maio, a empresa da maçã apresentou uma providência cautelar contra a Samsung, alegando que o tablet da empresa sul-coreana infringe algumas das suas patentes relacionadas com o iPad, nomeadamente ao nível do design. No mês seguinte, interpôs uma queixa semelhante contra o smartphone Samsung Galaxy S III.

Ao fim de quase dois meses, o tribunal californiano deu razão à empresa liderada por Tim Cook. «Ainda que a Samsung tenha o direito de competir, não o pode fazer de forma desleal, ao inundar o mercado com produtos que infringem [patentes]», escreveu a juíza distital Lucy Koh no despacho, citado pelo site Mashable. «Na qualidade de detentora da patente, a Apple tem o direito de evitar que outras empresas explorem a sua invenção», reiterou.

Em reacção, a Samsung anunciou que já recorreu da decisão, apesar de considerar que a mesma não vai ter um impacto preponderante no seu negócio. Isto porque a proibição de vendas é apenas aplicável ao primeiro modelo do tablet, o Galaxy Tab 10.1, e não à versão actualizada, o Tab 10.1 II, que foi lançada em Maio. “Vamos continuar a tomar todas as medidas possíveis, incluindo acções judiciais, para garantir o acesso dos consumidores aos nossos produtos inovadores”, afirmou a Samsung em comunicado, citado pela Exame brasileira.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...