Sumol Compal, Delta, Pingo Doce e Continente são as mais reputadas

reputation-finalSumol Compal, Grupo Delta, Pingo Doce, Bial, Jerónimo Martins, TAP, Delta Q, Hospital CUF e Continente são as nove empresas nacionais que integram o ranking das 30 empresas com melhor reputação em Portugal, apresentando valores médios de reputação superiores a 75 pontos, um índice caracterizado como “forte”. A conclusão é do RepTrak Pulse 2011, estudo realizado pelo Reputation Institute com o objectivo de identificar as empresas que em Portugal estão a tomar as decisões mais acertadas numa «economia reputacional». No âmbito da investigação foram avaliadas 160 empresas nacionais e internacionais no País, de 18 sectores de actividade económica. À Google coube a pontuação mais elevada do ranking, com um índice RepTrak Pulse de 88,66 seguida pela Nestlé, com 86,02, e pela Sumol Compal, com 85,71 pontos.

A Jerónimo Martins, com 78,23 pontos, é a marca que regista a reputação mais “forte” das empresas que integram o PSI 20. A Sonaecom e a Cimpor surgem em segundo e terceiro lugares com 74,36 e 74,28 pontos, respectivamente.

No que respeita aos sectores de actividade com melhor reputação em Portugal, com índices médios superiores a 70 pontos estão o “Eléctrico e Electrónico”, “Grande Consumo”, “Automóvel”, “Bebidas”, “Computadores”, “Farmacêutico”, “Produtos Industriais” e “Retalho”. Os sectores “Segurador”, “Banca” e “Energia”, à semelhança do que acontece a nível internacional, são as três áreas de actividade que registam uma reputação média mais baixa, entre os 40 e os 59 pontos.

São sete as dimensões de reputação onde as empresas portuguesas se destacam e que estão na base da metodologia do RepTrak Pulse: “Produtos e Serviços”, “Inovação”, “Ambiente de Trabalho”, “Governo de Sociedade”, “Responsabilidade Social”, “Visão e Liderança” e “Performance Financeira”. Na categoria de “Produtos e Serviços” é a BMW que regista a pontuação mais elevada, com 86,84 pontos. A Apple lidera a “Inovação”, com 88,43 pontos. Já a portuguesa Delta ocupa a terceira posição, na dimensão “Ambiente e Trabalho”, com 78,68 pontos, o primeiro lugar em “Governo de Sociedade” e “Responsabilidade Social”, com uma pontuação de 81,90 e 80,68, respectivamente, e ainda o terceiro lugar em “Visão e Liderança”, com 84,06 pontos.

As dimensões de “Governo de Sociedade” e “Responsabilidade Social” são aquelas em que as empresas portuguesas mais se destacam. A Bial ocupa, em ambas, o quinto lugar registando 77,61 pontos na primeira e, na segunda, uma pontuação de 77,14. Ainda nesta categoria, o Continente surge em terceiro lugar, com 79,37 pontos. A Jerónimo Martins evidencia-se em “Performance Financeira”, assumindo a quinta posição, com 86,86 pontos.

Empresas PSI 20 índice de reputação 2011
Jerónimo Martins 78,23
SONAECOM 74,36
Cimpor 74,28
Sonae 73,55
Sonae Indústria 73,46
EDP Renováveis 67,47
Portucel Soporcel 67,10
BES 60,94
EDP Energias de Portugal 60,90
Mota Engil 58,67
BPI 57,65
PT 56,15
Galp Energia 56,08
Banif 55,32
ZON Multimedia 54,16
REN 53,80
Brisa 48,71
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...