Stress no Natal afecta mais as mulheres do que os homens

Comprar presentes, decorar a casa e a árvore de Natal, fazer o presépio, preparar o jantar da consoada e o almoço do dia seguinte são apenas algumas das tarefas tipicamente associadas à quadra festiva e, em grande parte dos casos, recaem apenas sobre um género. Um estudo realizado pela Nielsen, a pedido do Lidl, revela que 66% das mulheres dizem ser responsáveis por organizar os festejos, 75% afirmam ter sob a sua alçada a compra das prendas e 78% arregaçam as mangas para decorar o lar.

Perante este cenário, o estudo conclui que a percepção que as mulheres têm do Natal é afectada por todos os afazeres que têm na sua lista e que, por isso, sentem mais stress nesta época do que os homens. À pergunta “o Natal significa stress para si?”, 46% das mulheres disse sim versus 37% dos homens.

Contudo, isto não significa que haja um sentimento de culpabilização face aos homens. O mesmo estudo indica que as mulheres se sobrecarregam quase sempre de forma voluntária para “assegurar que a festa se mantém uma memória feliz na mente de todos”.

O estudo foi realizado com base em respostas de 20.800 consumidores de 26 países, incluindo Portugal.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão