Spotify tem planos para lançar o seu próprio assistente de voz

O Spotify quer competir com assistentes de voz já estabelecidos no mercado, como é o caso da Siri da Apple ou da Alexa da Amazon. Em 2018, a plataforma de streaming de áudio submeteu para aprovação um pedido de patente que dá conta de uma tecnologia deste tipo e a luz verde acaba de chegar.

Segundo adianta a edição norte-americana da Forbes, a patente descreve um assistente de voz capaz, por exemplo, de identificar situações em que o utilizador está triste ou feliz. Através dos sons captados, o assistente deverá conseguir responder de forma empática, oferecendo um incentivo como “anima-te”.

Se o utilizador parecer estar com pressa, o assistente do Spotify poderá tentar acompanhar o ritmo, falando mais depressa ou respondendo com menos palavras. A ideia é que a nova solução consiga identificar e compreender as emoções do utilizador sem que este precise de informar o Spotify. No mesmo sentido, se o assistente notar que determinada música deixou o utilizador chateado ou triste, poderá interrompê-la de imediato.

Também a Amazon e a Google anunciaram ao mercado patentes relacionadas com o reconhecimento de emoções através do discurso, ao longo dos últimos anos. «A detecção de estados emocionais está a tornar-se essencial para melhorias na tecnologia de reconhecimento de voz… E é um passo crucial no caminho para uma inteligência artificial verdadeiramente conversacional», comenta Simon Forrest, analista na Futuresource Consulting.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...