Spotify cria faixa de quase 9 minutos de silêncio em homenagem a George Floyd

Durante o dia de hoje, algumas playlists e podcasts do Spotify vão ter uma faixa de precisamente 8 minutos e 46 segundos de silêncio. Foi este o tempo que George Floyd foi sufocado por um polícia até que acabou por perder a vida, dando origem a um conjunto de manifestações, protestos e acções de solidariedade.

Hoje, 2 de Junho, assinala-se a Black Out Tuesday, um dia que, de acordo com o Spotify, pretende alertar para os problemas que a comunidade negra enfrenta através de uma paralisação de serviços ou actividades. Em tributo a George Floyd, que morreu na semana passada, este dia contará com algumas acções que lhe são dedicadas.

O Spotify também vai suspender a publicação de conteúdos nas redes sociais e colocar um logótipo em tons de preto em mais de uma dezena de playlists e podcasts, incluindo “Today’s Top Hits”.

Em Portugal, também há quem se junte ao movimento “Black Out Tuesay”. Tanto a Audiogest – Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Fonográficos em Portugal como a Associação Fonográfica Portuguesa (AFP) já fizeram saber que irão interromper as suas actividades durante o dia de hoje, “em sinal de apoio e solidariedade, na contínua luta contra o raciscmo, a violência e a injustiça racial e na defesa de uma sociedade tolerante e inclusiva”, segundo é explicado em comunicado.

As duas entidades adiantam ainda que esta é uma iniciativa a que também a Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) e outras congéneres se associam.

Miguel Carretas, director-geral da Audiogest, acrescenta que «a liberdade, a tolerância, a inclusão e o pluralismo são, a par da liberdade de expressão, valores essenciais ao desenvolvimento de todo o ecossistema da indústria musical». Além disso, conta, a Audiogest e a AFP acreditam que o combate contra todas as formas de discriminação é uma tarefa de todos. «Não podíamos deixar de fazer parte deste movimento global.»

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...