Shaeco: nova marca portuguesa de champô sólido para cabeças verdes

Há uma nova marca portuguesa de cosmética que encontra na sustentabilidade o seu principal pilar. Chama-se Shaeco, chega de Viana do Castelo e apresenta um champô sólido cuja embalagem é construída a partir de desperdícios da indústria da cortiça.

Disponível através de loja online, a Shaeco apresenta-se como uma insígnia vegan, cruelty-free e sem plástico. Também aposta na redução do consumo de água no processo produtivo e recorre a tintas de base vegetal. Ainda assim, não é fã de extremismos ou fundamentalismos: quer apenas ajudar a tornar o Mundo (e a cabeça) mais verde.

“Cuida do teu cabelo, ama o planeta” é o lema da Shaeco, que, para já, conta apenas com um artigo. O champô sólido desnevolvido está pensado para todos os tipos de cabelo e promete durar mais tempo do que as alternativas líquidas. Seguir-se-ão novos produtos, outros canais de venda online e novos mercados.

“Num sector reconhecidamente de nicho, e de pequena escala ainda em Portugal, a internacionalização é – não um ponto de honra – uma condição sine qua non”, explica a marca em comunicado. França, Alemanha, Reino Unido e, mais tarde, países nórdicos, Estados Unidos da América e Canadá são os destinos no horizonte.

Para 2026, a Shaeco aponta aos 2,7 milhões de euros de volume de negócios. Antes disso, dentro de dois anos, espera chegar aos 800 mil euros.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...