Saco solidário que junta La Redoute e APAV está à venda até Dezembro

Já foram vendidos 500 sacos solidários que resultam da parceria entre a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima e a La Redoute, mas o objectivo é chegar ainda mais longe. Lançado em Março deste ano, no âmbito do Dia Internacional da Mulher, trata-se de um saco do estilo tote bag e cujos benefícios revertem na totalidade a favor da associação.

Isto significa que dos 9,99 euros que o saco custa, dois euros são destinados à APAV, em concreto ao projecto de quatro Casas de Abrigo que acolhem mulheres e crianças vítimas de violência doméstica e tráfico humano.

«Trata-se de uma estrutura imprescindível na vida das vítimas para a mudança para um projecto de vida sem violência», garante João Lázaro, CEO da APAV, acrescentando que «o apoio da La Redoute é especialmente importante num momento de crise sanitária, em que o tempo de permanência é mais longo e o processo de autonomização se torna mais difícil».

Quem quiser um exemplar e, com isso, apoiar a APAV, tem até Dezembro para comprar o saco solidário, que continuará à venda na loja online da La Redoute.

«Estamos satisfeitos com a aceitação desta iniciativa, mas acreditamos que podemos incrementar significativamente este número até ao final do ano, pois dessa forma estaríamos a reforçar o nosso apoio à APAV», comenta Paulo Mateus Pinto, CEO da La Redoute.

De acordo com o mesmo responsável, esta iniciativa ganha ainda maior relevância no contexto de pandemia – durante o primeiro confinamento, a APAV recebeu 683 pedidos de ajuda para situações relacionadas com violência. «Não nos podemos esquecer que há mais de um ano que a pandemia não só confinou vidas, como também confinou vítimas, muitas delas sujeitas a viver 24h/24h com os seus agressores, por isso a solidariedade impõe-se mais do que nunca», acrescenta.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...