Sabe qual foi a primeira marca com a categoria “brinquedos pré-escolares”?

Em 1934, a Fisher-Price apresentou ao mundo uma nova categoria de produto. A marca afirma ter sido a primeira a distinguir “brinquedos pré-escolares” dos restantes. Diz também ter sido pioneira dos brinquedos licenciados e uma das primeiras a permitir que crianças em idade pré-escolar tivessem um primeiro contacto com o mundo da programação, ao lançar em 2016 o Code-A-Pillar.

Marcos como estes compõem uma história que soma já 90 anos. A marca da Mattel está a celebrar nove décadas de vida e compromete-se a manter o mesmo propósito: proporcionar momentos de felicidade e brincadeira a crianças e adultos e ter um papel activo na sociedade.

A Fisher-Price nasceu em Junho de 1930 pelas mãos de Herman Fisher, Irving Price e Helen Schelle. A ideia era criar brinquedos melhores para os mais novos, que estimulassem a sua imaginação e que os surpreendessem e divertissem. Alguns deles, com o Chatter Telephone ou a Little People Farm, persistem até hoje, ainda que alvo de algumas adaptações.

«Muitos de nós, adultos, esquecemo-nos da criança que fomos e olhamos para os brinquedos como uma realidade distante, que já não faz parte da nossa vida. A Fisher-Price, com a campanha ‘Let’s be kids’ pretende levar pais, tios e avós até à sua infância e assim incentivá-los a partilhar a felicidade e a magia do mundo do brincar com as crianças lá de casa», explica Ruth Henriquez, Marketing director EMEA Infant & Preschool Brands na Mattel, dando conta do mais recente projecto de comunicação da marca.

Além de “Let’s Be Kids”, este ano fica marcado também pela luta contra a pandemia de COVID-19, que contou com a participação da Fisher-Price. A marca adaptou a sua produção para que pudesse fazer máscaras e lançou uma linha de figuras coleccionáveis que visa homenagear médicos, enfermeiros, estafetas e outros profissionais na linha da frente.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...