Romaria ao shopping: valor médio por compra nos centros comerciais aumenta 9,2%

O balanço do primeiro mês de desconfinamento é positivo para os centros comerciais. Um estudo desenvolvido pela Reduniq Insight para a Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC) mostra que o valor médio por transacção aumentou 9,2% face a 2019, considerando somente compras realizadas com cartão.

A análise, referente ao período entre 19 de Abril e 18 de Maio, revela que, apesar das restrições horárias e do limite à lotação das lojas, a facturação dos estabelecimentos comerciais neste tipo de grandes espaços ficou acima da média no pré-pandemia. Em suma: menor afluência não foi sinónimo de menos gastos.

Em média, cada cliente gastou mais cerca de 12,5%, aponta ainda a APCC, explicando que este factor justifica o aumento da facturação em relação a 2019.

Papelarias, Perfumarias, Restauração e Electrodomésticos & Tecnologias foram as categorias que mais cresceram, com aumentos de mais de 20% na facturação na semana de 26 de Abril a 2 de Maio, face à mesma semana de 2019. Na semana de 10 a 16 de Maio, o grande destaque foi a restauração, com um crescimento acima dos 40%.

Ainda assim, a APCC pede alterações às medidas em vigor. “A Associação Portuguesa de Centros Comerciais questiona as restrições ainda existentes, nomeadamente o encerramento obrigatório da restauração nos Centros Comerciais às 19h dos fins-de-semana, sem possibilidade de realizar sequer serviço de take-away, contrariamente aos restaurantes localizados na rua”, aponta em comunicado.

A APCC relembra ainda que, desde o início da pandemia, não foram detectados surtos com origem nos centros comerciais, em Portugal.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...