Randstad: Isolamento social mas proximidade como nunca

Como podem as empresas preparar-se para retomar ao “novo normal”? Os caminhos poderão divergir, mas há uma regra que tem de ser comum a todos: as pessoas, mais do que nunca, terão que estar no centro da estratégia, diz Inês Veloso, directora de Marketing e Comunicação da Randstad.

Texto de Daniel Almeida

Com o surto da Covid-19 e o decreto do estado de emergência, as empresas portuguesas entraram em modo de sobrevivência, adoptando novos métodos de trabalho, mais flexíveis e à distância, criando novos canais de comunicação para agilizar processos e tarefas, reinventando a normalidade. Numa altura em que o País começa a entrar na fase gradual de desconfinamento, «é muito importante que as empresas tenham coragem para andar para a frente, que não suspendam as suas contratações, que aceitem processos remotos, garantindo a proximidade, e que não fiquem à espera da normalidade que nunca mais vai voltar, pelo menos nos mol – des que a conhecemos», afirma Inês Veloso, directora de Marketing e Comunicação da Randstad. Em entrevista à Marketeer, a responsável explica como podem as empresas gerir os seus recursos humanos – mais importantes do que nunca – nesta fase de retoma, porque este será o factor crucial para manterem não apenas a saúde financeira como também a relevância

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Maio de 2020 da revista Marketeer.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...