Quer criar um negócio online? Estas são as categorias que estão a crescer (e a cair)

As crises podem ser momentos de oportunidade, especialmente para quem souber tirar partido das mudanças de comportamentos e necessidades dos consumidores. Para quem está a pensar criar um negócio online, será importante conhecer quais as categorias de produto em ascensão e quais aquelas que estão em queda livre.

Dados do mercado norte-americano (Março 2019 versus Março 2020) mostram que luvas descartáveis é o tipo de artigos que mais cresceu em termos de vendas via e-commerce, registando um aumento de 670%. De acordo com dados da Stackline, compilados pela Visual Capitalist, máquinas de fazer pão surgem em segundo lugar com um crescimento de 652%.

Seguem-se os medicamentos para a tosse (+535%), sopas (+397%), arroz e outros grãos secos (+386%), comida embalada (+377&), copos de fruta (+326%), pesos para exercício físico (+307%), leite e natas (+279%) e artigos para lavar a loiça (+275%). Este é o top 10 das categorias que mais cresceram no mês em que a pandemia chegou ao outro lado do Atlântico, mas também a Portugal.

Por outro lado, malas de viagem e pastas para documentos constituem as categorias de produtos cujas vendas online mais recuaram em relação a 2019. A descida foi de 77% em ambos os casos. Câmaras fotográficas aparecem logo depois com uma descida de 64%, a par da categoria de roupa de banho para homem. Roupa de noivas (-63%), roupa formal para homem (-62%), roupa de banho para mulher (-59%), rash guards (-59%), calçado desportivo para rapazes (-59%) e sacos de ginásio (-57%) completam a lista das 10 categorias em declínio.

A mesma análise nota que as compras motivadas por pânico parecem ter acalmado em alguns países mas, ainda assim, os consumidores preferem garantir ter a despensa recheada de alguns bens essenciais. As luvas tornaram-se mais importantes do que uns calções de banho para os dias mais quentes.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...