Quer conhecer o Reservatório da Mãe d’Água? Corra para apanhar as últimas visitas

O próximo fim-de-semana é o último em que será possível embarcar numa das visitas orientadas para famílias que o Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras, em Lisboa, está a promover. Pensadas para grupos de até nove pessoas, estas visitas são realizadas de terça-feira a sábado, durante o mês de Junho, às 11h, 14h e 16h.

A actividade custa seis euros por pessoa, sendo gratuita para crianças até aos 12 anos. Não é necessária marcação e é obrigatório o uso de máscara, lembra o EPAL em comunicado.

O Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras foi projectado pelo arquiteto húngaro Carlos Mardel e representa o fim do percuso do Aqueduto das Águas Livres. Segundo a EPAL, foi essencialmente construído na segunda metade do século XVIII, entre 1732 e 1799, numa zona da cidade de Lisboa que interessava requalificar.

“Por essa e outras razões não foi projectado com um objectivo meramente utilitário, sendo-lhe atribuído um carácter artístico que lhe conferiu um estilo grandioso”, explica a empresa.

O interior do espaço é amplo e faz lembrar uma igreja, onde se pode encontrar um golfinho sobre uma cascata de onde jorra a água das nascentes. Esta água converge para um tanque de 7,5 metros de profundidade e capacidade de 5.500 m3.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...