Quando a lua se encontra no Príncipe

M.ª João Vieira Pinto

Directora de Redacção Marketeer

Editorial publicado na edição de Abril de 2015 da revista Marketeer

Há coincidências que, quando se cruzam, só podem fazer a diferença. É o caso desta edição da Marketeer. Onde o Príncipe se deixa “contagiar” pelo último eclipse do sol.

O que é que a pequena ilha do Golfo da Guiné tem que ver com o sol, ou com a lua? Muito e, aqui, tudo!

A Marketeer viajou para lá a convite da HBD, grupo fundado pelo milionário sul-africano Mark Shuttleworth e que, a partir de Portugal, tem em curso todo um projecto integrado superior a 100 milhões de euros.

Quis o acaso que, semanas depois, Paulo Rocha, sócio-fundador da Ivity e responsável por assinar a capa deste mês, se sentasse a bordo de um avião… mas para assistir ao recente eclipse do sol, o mais perto que lhe foi permitido.

Pois, e onde é que a ilha do Príncipe encaixa nesta viagem?

Mark Shutlleworth foi o primeiro passageiro africano a entrar numa nave e a seguir rumo à estratosfera, quando concretizou o seu primeiro grande negócio e ascendeu ao patamar de milionário. A partir de lá percebeu a pequenez da Terra e a importância dos pormenores, de fazer diferente.

Na ilha, Mark é conhecido como “o homem da Lua”. E foi mesmo de cima que primeiro a viu e que por ela se encantou. Hoje, acredita que a partir daqui pode quase fazer história e vir a afirmar o Príncipe como um case study de sustentabilidade para o mundo. A lua também se põe no Príncipe. E neste pequeno canto, Reserva Mundial da Biosfera, é quando a lua chega que as tartarugas vão desovar à praia. Mas são mais raios de sol ainda que o Grupo HBD quer levar até lá, com projectos imobiliários, de educação e sustentabilidade ambiental.

Paulo Rocha diz-se um umbrófilo, gosta da sombra da lua quando o sol a encontra, mas foi com a maior das luzes que assinou esta capa. Uma fotografia sua tirada bem lá em cima, no mesmo espaço cruzado há uns anos por Mark Shuttleworth.

A coincidência não podia ser deixada ao acaso. Por isso, ao pedido de Paulo Rocha para traduzir a sua experiência nas páginas da Marketeer contrapropusemos com um trabalho mais alargado. Onde sol e lua, lados solares e lunares se encontram e afirmam em várias páginas. Não estranhe, por isso, se encontrar alguns artigos mais cinzentos e outros com maior claridade. Porque marcas há que ainda estão a sair da sombra enquanto algumas se afirmam e brilham no mercado.

Deixe-se contagiar então pelos raios que salpicam algumas das páginas seguintes. Um verdadeiro eclipse em jeito de revista.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...