PT nega planos para controlar Oi

A Portugal Telecom (PT) emitiu ontem um comunicado para esclarecer que “contrariamente às recentes especulações dos jornais, não existem planos que contemplem a compra de controle ou a realização de uma oferta da Oi por parte da PT”.

“A Portugal Telecom informa que no âmbito da sua parceria estratégica e do acordo de cooperação anunciado em Julho de 2010, a PT, a Oi e os accionistas controladores da Oi analisam regularmente propostas que possam contribuir para uma melhoria operacional e do modelo de governo da Oi, de forma a extrair sinergias adicionais, particularmente nas áreas de engenharia, rede, tecnologia, inovação e serviços”, lê-se ainda no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) pela operadora liderada por Zeinal Bava.

De acordo com uma notícia avançada pelo jornal Sol na passada sexta-feira, a eventual integração da PT na Oi estaria já a ser avaliada, com vários modelos a serem ponderados. O jornal adiantava que, nesta altura, os modelos de integração estavam a ser avaliados pelas equipas de gestão das duas empresas, sendo que a ideia base era criar um grupo luso-brasileiro. O Sol referia também que Zeinal Bava era “o candidato mais bem posicionado” para liderar este projecto.

Antes, a revista brasileira Veja noticiou que a PT estaria em negociações para comprar as participações dos accionistas da Oi Carlos Jereissati e Sérgio Andrade, assumindo assim o controle da companhia.

A PT detém cerca de 26% do capital da Oi.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...