Projecto-piloto de pagamentos contactless nos transportes do Porto arranca hoje

A partir de hoje, é possível testar o recurso a pagamentos contactless nos transportes públicos do Porto. Trata-se de um projecto-piloto que, para já, integra a Linha Violeta (E) do Metro do Porto e os autocarros da Linha 500 da STCP.

Disponível tanto para residentes como para turistas, esta modalidade permite pagar a viagem tocando com o cartão de débito, crédito, pré-pago ou dispositivo de pagamento contactless nos validadores. Mas, atenção, à semelhança do que acontece com os terminais de pagamento automático (TPA), é necessário que os validadores apresentem o símbolo de contactless.

“Isto significa que não é necessário ter dinheiro em numerário, esperar nas filas para adquirir títulos de transporte ou perder tempo a descobrir onde comprar”, indica a Visa, uma das empresas parceiras deste projecto, ao lado do sistema de bilhética Andante (gerido pelo TIP), Card4B, Reduniq, Cybersource e Litteplay.

A Visa sublinha ainda que esta tecnologia está “disponível em Portugal pela primeira vez” e que poderá ajudar a proporcionar uma “experiência segura e fácil aos passageiros e operadores de trânsito”.

Cada viagem custa dois euros e é válida por 1h15m no Metro do Porto e na STCP, independentemente do número de embarques nesse período em qualquer uma das estações e paragens abrangidas. Na STCP, cada viagem tem também o valor de dois euros e é válida num único sentido entre duas quaisquer paragens da linha 500, não permitindo transbordos.

Segundo a Visa, tanto no Metro como na STCP, aplica-se a melhor política tarifária. Além disso, é garantido que o cliente nunca vai pagar mais do que sete euros (título diário), independentemente do número de viagens que faça ao longo do dia.

«Para os grandes centros urbanos, o pagamento de transporte com contactless passou de algo meramente agradável para uma solução obrigatória, proporcionando aos clientes soluções seguras, convenientes e que evitam contactos desnecessários com superfícies, oferecendo assim protecção contra a Covid-19», comenta Gonçalo Santos Lopes, responsável da Visa em Portugal.

O mesmo responsável sublinha, em comunicado, que «a oportunidade de utilizar pagamentos contactless no transporte público contribui para a criação de uma região mais eficiente e sustentável».

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...