Problemas de mitomania!

ricardo-florencio Ricardo Florêncio

Director Editorial Marketeer

Editorial publicado na edição de Junho de 2012 da revista Marketeer

Portugal tem vivido nas últimas décadas problemas de mitomania.

A urgência de todos, sem excepção, deveria ser a procura de soluções para os problemas que afectam Portugal e os portugueses. Mas esse papel deveria ser ainda mais importante na classe política, naqueles que governam Portugal, estejam no governo ou na oposição. Não se atribua às empresas, aos privados, responsabilidades que são do mundo político. Aos privados cabe desenvolver a economia. Aos políticos cabe a condução do País. Contudo, o que assistimos no dia-a-dia?

Os políticos, e os partidos, digladiam-se, apontam culpas para outros, sempre a olhar para o passado. Perdem o seu tempo, o nosso tempo, em assuntos que a ninguém interessa, pois nada resolvem! Mas será que se apercebem do que se passa no mundo real? Será que entendem quais os reais problemas do País?

É cada vez mais confrangedor assistir aos ditos debates políticos, de opinião, pois são incipientes, pobres, mesquinhos, sem qualquer visão para o futuro. Apenas visam denegrir, arrasar, desfazer, insultar.

Aliás, hoje em dia, tenho as minhas dúvidas para que serve ter a Assembleia da República a funcionar diariamente, com os seus 230 deputados e um orçamento de vários milhões de euros, pois não me recordo da última vez a que assisti a uma discussão, a uma troca de ideias, que seja realmente útil para o País, e para o nosso desenvolvimento.

O mundo político não pode ser isto. Não deve ser isto. Os políticos têm demasiadas responsabilidades para actuarem deste modo. Os cidadãos, os contribuintes, devem poder exigir que os políticos desempenhem as suas funções. As funções que todos precisamos. Não que gastem os nossos impostos, o nosso dinheiro, em situações, discussões estéreis e redondas, que não trazem nada de positivo, nem de novo, para o País.

Nós não necessitamos de assistir dia após dia a tricas, a troca de galhardetes, a insinuações, a presunções, etc., etc.

O País precisa de soluções, de caminhos, de alternativas. O País precisa que os partidos políticos se entendam, encontrem plataformas de consenso, e que nos levem para a frente. O País precisa que os políticos sejam capazes de transmitir confiança ao mercado, às empresas e às pessoas. Mensagens claras a nível nacional e internacional. O País precisa de ter a certeza que os políticos estão mesmo preocupados, que conhecem a realidade, e muito empenhados na procura de caminhos. Falta liquidez no mercado. Falta liquidez na economia. Falta liquidez nas empresas. O País necessita que haja soluções para este problema. Para este, e muitos outros.

O País necessita que sejam tomadas decisões para situações concretas.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...