Portugueses não querem estrangeirismos no dicionário

Frame Video_rsA marca de hotéis Holiday Inn Express desenvolveu um estudo que conclui que 74% dos portugueses discordam com a introdução de estrangeirismos no dicionário oficial de Língua Portuguesa.

De acordo com um estudo realizado em Maio a 204 portugueses, o estrangeirismo mais ouvido é “Feedback”, representando 62% da amostra, seguido de “Know-how”, com 11%, sendo que ambos já constam no dicionário português. Apesar de discordarem da inclusão de palavras estrangeiras no dicionário, 91% dos inquiridos afirma utilizá-las no seu quotidiano ainda que 40% não concorde com a utilização excessiva das mesmas. Metade da amostra revela que o uso deste tipo de palavras é considerado normal e a outra metade revela que o uso de estrangeirismos não se deve resumir a ambientes corporativos.

O estudo revela ainda que 51% dos meios de comunicação social tem já enraizados os estrangeirismos na sua cultura corporativa, sendo considerado “uma forma de as pessoas entenderem algumas expressões”, revela o comunicado da marca.

Perante a possibilidade dos britânicos escolherem uma expressão portuguesa para incluir nos seus diálogos, 53% acreditam que a expressão escolhida seria “Já foste”.

De forma a exemplificar o uso excessivo de estrangeirismos, a Holiday Inn Express criou um vídeo humorístico, protagonizado pelo apresentador e comediante Pedro Fernandes, onde se demonstra a dificuldade em estabelecer um diálogo quando o recurso a estas palavras se torna excessivo.

Veja aqui o vídeo.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...