Porque merecemos estar de parabéns

M.ª João Vieira Pinto

Directora de Redacção Marketeer

A Marketeer está de parabéns.

Não só chegamos aos 24 anos, com esta edição de Janeiro, como conseguimos continuar a ser referência no sector. Crescemos no digital e no papel. Duplicámos em conferências, enchemos plateias e reforçámos em fóruns. Sustentámos a publicidade e agregámos mais parceiros.

Claro que tivemos que aprender a surfar a mega-onda de branded content e, por isso, alargámos a equipa de digital.

Há uns anos, a Marketeer era a revista de Marketing em Portugal. Comprada, lida e partilhada no meio, mas sem grande possibilidade de crescer. Por isso, o que por aqui percebemos, era que mais que um meio tínhamos que ser marca. Com diferentes declinações, em vários suportes e variados canais. Começámos devagar, pequenos, com uma primeira entrega de Prémios e uma primeira conferência, a juntar uma centena e pouco… Hoje, e num momento em que por aqui seleccionamos as marcas a votar na próxima edição dos Prémios Marketeer, sorrimos ao perceber onde chegámos, em festas a reunir perto de 1000. E, muito mais, quando pela primeira vez este ano arriscámos ao levar a Conferência anual para o Centro de Congressos do Estoril, que – com 605 lugares sentados – acabou por ser pequeno.

Sim, tenho orgulho, muito orgulho onde esta marca chegou. Num panorama de media que se mantém em águas altamente agitadas, continuamos a ser e a sonhar. E, por isso, tenho orgulho, muito orgulho também nesta equipa que a faz e acredita. Todos os dias!

Nesta edição, partilhamos as cinco grandes tendências identificadas pela TrendWatching a nível mundial e constatamos que o burnout está entre elas. Já devidamente referido o seu crescimento, o que começa a mudar – conforme partilha a TrendWatching – é o facto de as marcas estarem a trabalhar para ajudar aqueles que sentem a pressão da vida actual. Os mais recentes dados referentes ao Reino Unido, por exemplo, não deixam grande margem para dúvidas: 86% da população britânica afirma ter sentido ansiedade devido à pressão no emprego, no último ano.

Não é de admirar por isso por que é que, em Maio, a Organização Mundial de Saúde reconheceu o burnout como um fenómeno de saúde laboral.

Numa altura em que a procura do bem-estar, do equilíbrio, de soluções holísticas, do yoga ou meditação crescem, o que leva a que o esgotamento seja a palavra do dia, também? Aqui, na Marketeer, por vezes esgotamo-nos na procura de temas e na escrita dos mesmos. Mas impomos limites e sabemos que há mais vida para além da secretária e que é essa mesma vida que faz de nós profissionais mais ricos.

Por isso, tenha um fantástico 2020, e continue por aí, que nós prometemos fazer o nosso melhor neste ano que agora começa. Sem stress, mas com toda a alma!

Editorial publicado na revista Marketeer n.º 282 de Janeiro de 2020

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift