Pedidos de parafarmácia disparam mais de 300% na Glovo

Na primeira semana de Março, os pedidos da categoria de parafarmárcia na aplicação Glovo subiram 60% em relação à média dos meses anteriores, em Portugal. Desde então, a procura por artigos deste tipo não parou de aumentar: o salto foi de 167% na segunda semana de Março, de 300% na terceira e de 375% entre 30 de Março de 5 de Abril.

Compressas esterilizadas, colírios e testes de gravidez são os artigos de parafarmácia mais pedidos pelos portugueses. Seguem-se luvas de látex, termómetros, produtos para dores no pescoço e produtos de higiene íntima.

Segundo a Glovo, alguns destes produtos também estão no top dos mais pedidos em Espanha e Itália. Além-fronteiras, a categoria de parafarmácia apresenta um comportamento semelhante: na vizinha Espanha, o aumento de pedidos foi de 733% entre 23 e 29 de Março; em Itália, verificou-se uma subida de 215% entre os dias 16 e 22.

Ao permitir que os seus utilizadores obtenham medicamentos não sujeitos a receita médica (MNSRM) na categoria de parafarmácia, a Glovo acredita que está a ajudar a população a ultrapassar  a situação excepcional que os vários países enfrentam. Nesse sentido, aumentou o número de parcerias com farmácias nacionais e parfarmácias, incluindo a Well’s.

Segundo Ricardo Batista, country manager da Glovo em Portugal, a empresa está disponível para, através dos seus recursos, apoiar a entrega de bens essenciais, seja de artigos de parafarmácia ou de bens alimentares, por exemplo.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...