Pandemia não pára Vinhos do Tejo: mais 15 milhões de litros certificados

O número de vinhos certificados pela Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) subiu 47,3% face ao período homólogo (Janeiro a Junho) do ano passado. Actualmente, mais 15,21 milhões de litros podem apresentar o selo de garantia de qualidade e origem, assegurando aos consumidores que se trata de um produto da região.

Segundo a CVR Tejo, este selo é um “factor de grande relevo a nível económico, na medida em que atesta que são vinhos feitos com uvas produzidas na região, sob a Denominação de Origem Tejo (DO Tejo) ou a Indicação Geográfica do Tejo (IG do Tejo ou Vinho Regional do Tejo)”.

A entidade sublinha ainda, em comunicado, como a certificação tem vindo a ganhar importância ao longo dos anos. No mesmo período de 2018, apenas 6,75 milhões de litros de vinho contavam com selo, número que subiu para 10,34 em 2019 e para 15,21 este ano. “Neste primeiro semestre, o valor de certificação está já acima do total de vinho certificado em 2018”, adianta ainda a CVR Tejo.

Quanto às vindimas, as perspectivas também são optimistas. A previsão realizada em parceria com o Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) aponta para vindimas sem quebras. Embora o total da produção de vinho em Portugal apresente uma possibilidade de recuo de 3% em relação à campanha anterior, os Vinhos do Tejo não deverão contribuir para essa descida. A CVR Tejo antecipa uma manutenção dos valores de 2019, ou seja, cerca de 61,6 milhões de litros.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...