Os “novos” logos dos Xutos e dos GNR

tshirts_SPV_rsA Sociedade Ponto Verde vai apresentar t-shirts no Rock in Rio com logos adaptados de bandas como os Xutos e Pontapés ou os GNR, tendo sido recriadas com elementos alusivos à reciclagem.

“A reciclagem toca por estas bandas” é o conceito desta activação da marca cuja responsabilidade ficou a cargo da agência Mercearia, tendo também desenvolvido a colecção de t-shirts.

As t-shirts serão distribuídas num ecoponto gigante da Sociedade Ponto Verde que estará presente no recinto. Para poderem ganhar as t-shirts, os festivaleiros terão de entregar embalagens recolhidas no recinto como copos de plástico, caixas de pizza ou garrafas de água, podendo depois jogar numa roda da sorte que habilitará os participantes a uma das t-shirts exclusivas.

Para além da sustentabilidade, esta é também uma acção social dado que as embalagens recebidas serão convertidas em refeições para os mais carenciados. Esta acção chegará a outros festivais de Verão como Super Bock Super Rock e Meo Sudoeste.

Na Belavista, esta medida resulta de uma parceria com a organização do Rock in Rio e vai contribuir para a terceira certificação consecutiva 3R6 do festival em Lisboa. A edição de 2014 recebe ainda selo Carbono Zero Premium, atribuído pela primeira vez a um evento de música. Estas distinções garantem que as emissões de carbono para a atmosfera produzidas no âmbito do evento são compensadas. A organização do evento irá ainda plantar 118 mil árvores até 2016 para compensar as emissões que venham a ser geradas nesta edição do Rock in Rio Lisboa.

«O Rock in Rio foi o primeiro evento em Portugal e no Brasil a aderir ao 3R6, distinguindo-se também por ser o primeiro evento de música a neutralizar o impacto no clima com a chancela Carbono Zero Premium. A imagem que costumava ser habitual no final dos concertos, de resíduos abandonados no recinto vazio, pertence cada vez mais ao passado. O Rock in Rio foi pioneiro e tem sido um exemplo de boas práticas ambientais e é o evento onde mais se recicla em Portugal, elevando a fasquia da sustentabilidade que se pretende para os grandes eventos», salienta Luís Veiga Martins, diretor-geral da Sociedade Ponto Verde.

No total das últimas 3 edições do Rock in Rio-Lisboa foram encaminhadas para reciclagem mais de 80 toneladas de embalagens de plástico e metal; 37 toneladas de papel e cartão e 9 toneladas de vidro de embalagem.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...