Olivier: «É preciso manter a ligação com o público e preservar a notoriedade»

O que ficará depois deste “buraco negro” do novo coronavírus? Que marcas iremos ter? E como é que passarão a estar e a comunicar? Não sendo possível qualquer previsão clara e certa, fomos, contudo, tentar perceber de que forma é que algumas das maiores empresas e marcas em Portugal estão a reagir e como esperam sair do momento mais crítico de todos os tempos, a nível mundial. Vamos todos dar a volta?

Olivier, restaurateur

1 – O que está a ser feito, neste momento, para que a sua marca não perca relevância?

Nesta fase, a forma mais directa de chegar aos nossos clientes é através das redes sociais. Na realidade, a nossa estratégia não se altera muito, porque todas as marcas de Olivier Restaurantes são bastante activas nestes meios, mas os copy usados adaptam-se à situação actual.

Nesta fase, é crucial utilizar uma comunicação que procure interagir com todos os nossos seguidores e não tanto uma simples comunicação comercial.

2 – E depois deste “buraco negro”, a sua marca será a mesma?

Continuando a comunicar assiduamente, respeitando o momento e privilegiando uma mensagem que transmite que a marca está presente nos momentos bons e menos bons, procura, desta forma, manter a ligação com o seu público, visando preservar a sua notoriedade.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...