O tamanho importa? Portugueses preferem tabletes de chocolate

Os consumidores portugueses são fãs de chocolate: 30,3% consome chocolate duas ou três vezes por semana; 28,1% fá-lo uma vez por semana e 17,9% todos os dias. Quanto ao formato preferido, a tablete leva a taça, sendo a eleita por 61,2%. Os bombons, por seu turno, são os favoritos de 27,1%.

A análise faz parte do primeiro estudo InMarket2020 da MultiDados, realizado com base num inquérito a utilizadores registados da plataforma, entre 1 e 20 de Janeiro. Participaram maiores de 18 anos, de ambos os géneros, residentes em Portugal Continental e Ilhas.

O estudo indica também que o tipo de chocolate é o factor que mais pesa no processo de decisão de compra (43,2%). O preço também influencia a decisão (26%), à frente da marca (11,3%), sendo que Nestlé e Milka são as insígnias mais apontadas pelos inquiridos nacionais – 9,9 e 8,9%, respectivamente. Logo depois, aparecem Ferrero Rocher (8,8%), Kinder (6,2%) e M&Ms (5,7%).

No entanto, embora ocupe a terceira posição no top das mais desejadas, Ferrero Rocher é a marca da qual os consumidores mais se recordam no que a publicidade diz respeito. O Continente, por seu turno, é o local preferido para comprar chocolate (52,9%), seguindo-se Lidl (16,1%) e Pingo Doce (13%).

O estudo revela ainda que 70% dos portugueses compra chocolate para oferecer. É, por exemplo, um dos presentes mais oferecidos na época do Natal.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...